Início » Moda & Beleza » Proteja-se dos perigos do sol

Proteja-se dos perigos do sol

Muito bom dia a todos que acessam o blog. Quero começar o post desejando a cada leitor do Nossa Conversa um dia cheio de boas vibrações, boas notícias, de muita alegria e, claro, com muita saúde. Falando em saúde… Hoje separei um assunto muito interessante para discutirmos aqui no nosso bate-papo. Pelo título, eu imagino que vocês já começam a fazer ideia sobre o que vamos falar. E se você achou que o tema desta segunda-feira é “os riscos que corremos quando nos expomos ao sol”, parabéns, você acertou.

Decidi colocar em assunto em debate por um fato que já vinha chamando a minha atenção há algum tempo, porém sempre adiava em trazê-lo em forma de alerta e discussão a vocês, leitores do blog. Mas, hoje, essa realidade, que acontece sob as minhas vistas diariamente, me surpreendeu ainda mais, pois chegou-se ao cúmulo do absurdo. Pelo menos na minha visão.

Com certeza, você já deve ter presenciado cenas de crianças que são obrigadas a trabalhar debaixo de sol forte pelas ruas de diversas cidades brasileiras e onde moro essa realidade também acontece. Um garoto, que deve ter seus 15 anos de idade, trabalha todos os dias, de segunda a sexta-feira, sob um sol escaldante. A temperatura da cidade na qual vivo é alta, ultrapassa a casa dos 30º graus com a maior facilidade e o trabalho de menino baseia-se a ficar exposto a uma churrasqueira, na calçada de uma avenida movimentada, sem qualquer tipo de proteção – inclusive protetor solar – e o pior: a jornada do adolescente começa a partir das duas e meia da tarde, período em que o sol age de maneira mais nociva à pele.

A partir daí, resolvi usar este espaço para fazer um alerta a todos que lêem o blog, àqueles que não se protegem do sol e reforçar os cuidados àqueles que já mantêm um em especial. Por isso, vamos conhecer a partir de agora quais são os reais perigos que corremos quando colocamos a nossa pele em exposição ao sol.

Expor-se ao sol forte de todo dia pode trazer graves consequências às pessoas. Entre elas, estão as queimaduras solares e a insolação. Os efeitos crônicos incluem as manchas, o envelhecimento e o câncer de pele. As queimaduras que podem surgir no indivíduo apresentam três graus diferentes. As de primeiro: queimaduras deste tipo atingem somente a epiderme e são mais superficiais. Nesse caso haverá vermelhidão da pele, inchaço da mesma e ardência. As de segundo grau afetam a epiderme e a derme, provocando vermelhidão, formação de bolhas, inchaço e dor. As queimaduras de terceiro grau atingem camadas mais profundas da pele, como músculos e ossos.

A exposição ao sol em excesso pode provocar ainda a insolação, que é quando a pessoa passa a ter dor de cabeça, tonturas, náuseas, mal-estar, vômitos, febre, desidratração e aumento da temperatura corpórea. Ou seja, a insolaçao é o fato do indivíduo permanecer por muito tempo exposto ao sol. Em alguns casos, perda da consciência e/ou morte são algumas das mais graves consequências.

* Minimizando os efeitos causados pelo sol:
Se você não se protegeu, ficou muito exposto ao sol, acredite, os resultados não serão nada agradáveis, portanto, prepare-se para tomar algumas medidas que vão lhe ajudar na hora da dor e do incômodo. Em caso de queimaduras na pele, resfrie a região afetada com aplicação de compressas de água limpa, soro fisiológico e saquinhos de chá de camomila gelados. Se ainda assim a dor persistir, procure uma orientação médica. Não se esqueça ainda de usar roupas leves, para que estas não entrem em atrito com o corpo.

Caso você tenha sofrido com a insolação, o indicado é se refugiar em um local fresco e bem ventilado. Lembrando que deve ingerir muito líquido [entende-se água]. Compressas frias e úmidas também devem ser aplicadas para diminuir a temperatura do corpo. Mas atenção, ainda assim, um médico especializado deve ser procurado.

Leitores queridos, o verão 2012 já está bem aí, mas não espere-o chegar para tomar os cuidados necessários. Exposição desregrada e demasiadamente ao sol pode trazer para você sérios problemas. Duas últimas recomendações: evite se expor ao sol das 10h às 16h, onde ele se torna mais nocivo à nossa pele. E mais do que ter em mãos o protetor, passe-o e reponha-o a todo instante. Apenas aplicá-lo uma vez ao dia não te livra dos problemas que podem vir a aparecer. Todos devem fazer uso do mesmo. Não importa a idade, cor ou raça. A pele sofre e o sol não descrimina absolutamente ninguém.

Eu vou ficando por aqui. Voltamos a nos encontrar em breve. Até lá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s