Início » Saúde » Os incômodos da menopausa

Os incômodos da menopausa

Olá! Excelente quinta-feira a todos que acessam o Nossa Conversa. Que o dia de hoje seja muito positivo pra você e com boas notícias e vibrações. O assunto que vamos tratar com este post é superbacana e merece a atenção das mulheres, afinal podemos não ter certeza de muitas coisas, mas uma certa e para o sexo feminino isso é uma realidade: a chegada da menopausa.

Na noite de ontem, enquanto acessava a página oficial do Ministério da Saúde na internet, encontrei uma matéria sobre o assunto que vamos tratar hoje. A menopausa marca o final do período reprodutivo da mulher, entre os 45 e 55 anos de idade. Nesta fase, o ovário deixa de produzir o estrogênio e progestógenos, de forma gradativa, até perderem de vez a capacidade de funcionar. Durante esse estágio na vida da mulher, o organismo delas mudam podendo ter o aparecimento e agravamente de algumas doenças. Sinais desconfortáveis também aparecem com o manopausa, como ondas de calor, alteração de humor, insônia, depressão e diminuição do desejo sexual.

De acordo com a Coordenadora do Núcleo Saúde da Mulher do Ministério da Saúde, Esther Vilela, a adoção de hábitos saudáveis pode amenizar os problemas que surgem com a menopausa. “É importante fazer exercícios físicos, que inclusive ajudam na questão da osteoporose, tomar sol pela manhã, caminhar, socializar com as amigas e fazer atividades em que a mulher se sinta útil. Esse, sem dúvida é o melhor tratamento”.

Na menopausa é indicado o maior consumo de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, como laticínios magros, verduras escuras e leguminosas. Um detalhe que é muito salientar é de que os alimentos considerados funcionais são inúmeros, trazendo benefícios antes e durante a menopausa, além de prevenirem de diversos tipos de doenças. “Os alimentos devem ser vistos com bastante importância, pois podem retardar o estabelecimento de doenças crônico-degenerativas e melhorar a qualidade e expectativa de vida das pessoas”, diz a nutricionista Ana Cristina Quixabeira, do Hospital Geral do Estado de Alagoas.

Vale lembrar que mesmo adotando hábitos saudáveis, muitas mulheres podem continuar sentindo os incômodos trazidos pela menopausa. Neste caso, é importante um acompanhamento com o ginecologista, para que, juntos, vocês possam chegar a um acordo sobre qual é o melhor tratamento a ser adotado.

Chegamos ao final de mais um post. Mas eu te espero para o nosso próximo encontro, até lá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s